Fogo teve início por volta das 18h e atingiu as redondezas da faculdade UnB do Gama - (crédito: Valdemir Gomes)

Faculdade da UnB do Gama  enfrenta incêndio que atinge área próxima à sua edificação

A Faculdade da Universidade de Brasília do Gama (FGA) teve que enfrentar um incêndio de grandes proporções nas redondezas do prédio na noite de domingo (11/9). Segundo realto de Valdemir Gomes, coordenador de serviços gerais da FGA, o incêndio começou por volta das 18h na área externa. Uma hora depois, o fogo já tinha devastado boa parte do mato nas redondezas e avançou para a área interna cercada da faculdade, próximo a prédios e galpões de laboratórios.

A Faculdade da Universidade de Brasília do Gama (FGA) teve que enfrentar um incêndio de grandes proporções nas redondezas do prédio na noite de domingo (11/9). Segundo realto de Valdemir Gomes, coordenador de serviços gerais da FGA, o incêndio começou por volta das 18h na área externa. Uma hora depois, o fogo já tinha devastado boa parte do mato nas redondezas e avançou para a área interna cercada da faculdade, próximo a prédios e galpões de laboratórios.

De acordo com reportagem do Correio Braziliense, e segundo informações oficiais do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF), foram usadas quatro viaturas de combate ao incêndio florestal, com aproximadamente 20 bombeiros. A área queimada, de acordo com a corporação, chegou a mais de 1.000 metros e nenhum edifício foi atingido. “O incêndio durou a madrugada inteira e um rescaldo foi realizado na manhã de hoje (12)”, disse a sargento Danielle Sena.

Valdemir conta que essa foi a primeira vez que o fogo chegou ao entorno da instituição, ans outras vezes os incêndio aconteceram mais longe. Nessa área, segundo ele, o fogo foi contido pela equipe de segurança e vigilância do campus, que utilizou as mangueiras de incêndio instaladas no prédio. “Acionamos o Corpo de Bombeiros às 18h30, quando o fogo estava se aproximando, mas nos informaram por telefone que não podiam dar suporte no momento devido a outras ocorrências”, lembrou.

Valdemir afirma que o fogo se alastrou da entrada norte até a entrada sul do campus. “Por pouco o fogo não atinge o prédio de Laboratório de Desenvolvimento de Transportes e Energias Alternativas, um prédio novo, construído recentemente. Vários galpões próximos também poderiam ter sido incendiados”, explica. O coordenador se queixou do atendimento prestado pelos Bombeiros, que chegaram tarde no local, segundo ele.

Fonte: Correio Braziliense