fraude no qr-code do pix
A fraude no Pix é uma realidade preocupante que exige atenção e cuidado por parte dos usuários

Alerta de Fraude: Desvio do Pix em Pagamentos de Contas

O Pix, sistema de pagamento instantâneo brasileiro, revolucionou as transações financeiras com sua rapidez e facilidade. No entanto, criminosos têm explorado vulnerabilidades para desviar pagamentos destinados a contas de serviços essenciais como luz, água e telefone.

O Golpe do Reboleto

Utilizando uma versão modificada da ferramenta Reboleto, que foi criada para atualizar boletos vencidos, golpistas agora conseguem alterar códigos QR de cobranças legítimas. Quando um usuário paga um boleto adulterado, ele não apenas perde o dinheiro transferido mas também permanece com a dívida original.

Aproveitando-se da Digitalização

Os estelionatários se beneficiam da tendência de digitalização das contas, onde empresas oferecem descontos para clientes que optam pelo recebimento digital. Além disso, o incentivo ao pagamento via Pix, que não incide taxas bancárias tradicionais, torna o método ainda mais atraente.

Técnicas de Acesso e Edição de E-mails

Para realizar a fraude sem deixar rastros, os criminosos usam o protocolo IMAP para acessar e editar e-mails, permitindo a alteração de documentos anexos sem indicar que a mensagem foi aberta ou modificada. Eles buscam por palavras-chave como “segue anexo o boleto” ou “chave Pix” para encontrar e alterar os documentos de pagamento.

Aquisição de Senhas e Vulnerabilidades

Senhas são obtidas através da compra de bancos de dados na deep web ou por meio de anúncios fraudulentos e malwares. A repetição de senhas pelos usuários e a escolha de combinações simples, como “123456”, facilitam o acesso dos criminosos às contas de e-mail.

Identificação e Prevenção da Fraude do Pix

A fraude pode ser identificada pela verificação do remetente do Pix. Em alguns casos, os criminosos criam empresas com nomes similares aos das concessionárias para disfarçar a fraude. Se detectada rapidamente, há a possibilidade de estorno do Pix pelo banco.

Para prevenir tais golpes, é essencial adotar senhas fortes e únicas, além de utilizar gerenciadores de senhas. Verificar se o e-mail está em bases de dados comprometidas e contratar serviços de monitoramento também são medidas recomendadas.

A segurança no uso do Pix exige vigilância constante e adoção de práticas de segurança digital robustas. Com a conscientização e as ferramentas adequadas, é possível se proteger eficazmente contra essas fraudes sofisticadas.