Aulas no DF retornam através do Google Sala de Aula

30 mil professores se preparam para volta as aulas online

Cerca de 30 mil professores da rede, incluindo educadores efetivos e temporários, passarão a ministrar suas aulas à distância, em formato de teletrabalho.  A retomada do ano letivo 2020 será no próximo dia 29. Todas as atividades realizadas pela plataforma Google Sala de Aula, pelas teleaulas e materiais impressos vão valer como horas letivas.

Toda a rede pública de ensino do DF já está funcionando de maneira remota. Professores e estudantes estarão distantes, mas juntos nas aulas virtuais, por meio da tecnologia. Será cada um em sua casa. Todas as escolas vão funcionar remotamente. Os gestores não interromperam a rotina de trabalho, mas os demais profissionais retornaram ao trabalho no início de junho.

700 escolas, 500 mil estudantes

No retorno às atividades pedagógicas validadas, profissionais como a professora Paloma serão peças fundamentais para a volta ocorrer de forma organizada, a fim de atender bem aos 500 mil estudantes da rede – incluídas na conta as instituições parceiras.

Em cada uma das quase 700 escolas públicas estão sendo formados comitês locais, que serão denominados “comitê prepara”. Eles farão as articulações junto aos comitês “prepara central” e regional para o retorno às atividades educacionais mediadas por tecnologia, que, agora, contarão como horas letivas. Das três opções, plataforma, teleaulas e impressos, só o Google Sala de Aula faz avaliações. As avaliações das duas outras modalidades serão feitas em impressos. Os estudantes ou seus responsáveis pegam o material na escola e entregam após um prazo combinado com os professores.