Rio Ponte Alta, Gama, Brasília, DF, Brasil 8/10/2016 Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília. Neste sábado (8), o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, assinou ordem de serviço para a construção de duas pontes que ligarão o Gama ao município goiano de Serra Dourada. O término das obras está previsto para janeiro de 2017. As novas pontes serão construídas paralelamente às duas já existentes. Ao término das obras, as que hoje são utilizadas por veículos serão exclusivas para pedestres e ciclistas. Uma das estruturas terá 16 metros e ficará sobre o Córrego Maracanã, na vicinal 381, e a outra, sobre o Rio Ponte Alta, na vicinal 383, medirá 12 metros.

Ponte da DF-290 é inaugurada, e pista volta a ter duas faixas no trecho próximo a Santa Maria

Região também recebeu 7,1 quilômetros de ciclovia e 1 quilômetro de ciclofaixa, que vão beneficiar ainda moradores do Gama e de parte do Entorno

A população do Gama, de Santa Maria e de parte do Entorno foi beneficiada nesta quinta-feira (14) com a entrega de uma ponte na DF-290, por onde passa o Córrego Alagado.

A população do Gama, de Santa Maria e de parte do Entorno foi beneficiada nesta quinta-feira (14) com a entrega de uma ponte na DF-290, por onde passa o Córrego Alagado.

Com a inauguração da estrutura, a pista volta a funcionar com duas faixas no trecho. O lugar precisou ter uma das vias interditada há cerca de um ano por conta de um desmoronamento.

“Essa ponte vai melhorar muito a vida de quem passa por aqui. Ela tem um papel logístico muito importante, pois liga a BR-040 à BR-060, duas rodovias muito importantes para o Distrito Federal e para o escoamento da nossa produção”, disse Rollemberg.

A ponte de 3,2 quilômetros teve investimento de R$ 3.679.866,50.

Também foi entregue hoje uma ciclovia na região, com 7,1 quilômetros de extensão, e uma ciclofaixa de 1 quilômetro. As obras custaram R$ 2.251.927,81, e duraram quatro meses e seis meses, respectivamente.

De acordo com o diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER-DF), Henrique Luduvice, as obras foram feitas com recursos do Banco do Brasil, e houve economia de mais de R$ 1 milhão. O departamento ainda instalou semáforos na região.